Notícias

29 de setembro - Dia Mundial do Coração


Data de Publicação: 29 de setembro de 2022


29-de-setembro-dia-mundial-do-coracao-2

Nutricionista Clínica Magda Ambros Cammerer

   
 O Dia Mundial do Coração, celebrado no dia 29 de setembro, é uma iniciativa da Organização Mundial da Saúde (OMS), Organização Panamericana da Saúde (OPAS) e Ministério da Saúde (MS), com o objetivo de sensibilizar a população para os cuidados com a saúde do coração.

     As doenças cardiovasculares (DCV) são um grupo de patologias que acometem o coração e os vasos sanguíneos. Fazem parte desse grupo, a doença arterial coronariana (DAC) e as cerebrovasculares, como o AVC (acidente vascular cerebral). 

     A DAC envolve dor no peito e infarto agudo do miocárdio, sendo essa a maior causa de morbimortalidade no mundo. De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), no Brasil são 400.000 mortes por ano, 1100 mortes por dia e 2 mortes a cada 1 minuto, superando todas as outras doenças, como todos os tipos de câncer e até mesmo as mortes violentas ou por acidentes.

     As DCV ocorrem principalmente em pessoas acima de 40 anos e idosos de ambos os sexos, e os fatores de risco (FR) para o desenvolvimento dessas doenças são: hipertensão, diabetes e dislipidemias, considerados fatores de risco não modificáveis. O estresse, tabagismo, obesidade e sedentarismo são os fatores de risco modificáveis, pois estão relacionados ao estilo de vida das pessoas. 

     A redução do consumo de sal e de gorduras saturadas, o aumento da atividade física, a suspensãodo tabagismo, o controle do peso corporal e o uso adequado da medicação para a hipertensão, diabetes e dislipidemias, são práticas eficazes na redução do risco para as doenças cardiovasculares.

     A adoção de uma dieta cardioprotetora é uma prática recomendável para toda a população com o objetivo de diminuir os riscos para as DCV. É importante ressaltar que as pessoas que já têm algum risco cardiovascular devem receber orientações específicas de um nutricionista sobre qual o tipo de alimentação indicado. 

     A dieta cardioprotetora brasileira (DICA Br) (acesse AQUI) foi elaborada com alimentos brasileiros para proteger a saúde do coração. Está em sintonia com o Guia Alimentar para a População Brasileira e inclui nas suas orientações alimentos in natura, minimamente processados e processados.

     A dieta cardioprotetora tem como base o estímulo ao consumo de alimentos que protegem o coração e devem ser consumidos em maior quantidade durante o dia. São alimentos ricos em vitaminas, minerais, fibras e compostos bioativos antioxidantes. São as verduras, frutas, legumes in natura, leguminosas, leite e derivados desnatados. Alimentos que fornecem mais gorduras e sal, devem ser consumidos em quantidade moderada. O grupo de alimentos que deve ser evitado inclui alimentos ultraprocessados com aditivos alimentares, excesso de gordura vegetal hidrogenada, sal e açúcar.

     De acordo com a SBC, mais de 50% da população brasileira tem excesso de peso e 80% das DCV poderiam ser evitadas com a mudança no estilo de vida. 

     O nutricionista é o profissional capacitado e habilitado para orientar as pessoas com DCV a adotar um estilo de vida mais saudável, estimulando o consumo de alimentos saudáveis, a redução de peso corporal e a atividade física adequada, dessa maneira controlando melhor a hipertensão, as dislipidemias e o diabetes.



Nutricionista Clínica 

CRN-2 0995
Presidente do CRN-2

 

 

 

 

 

 

___________________________________________________________
Fontes:
Ministério da Saúde (MS)
Organização Panamericana de Saúde (OPAS)
Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC)