Notícias

Novembro Azul - Prevenção contra o câncer de próstata


Data de Publicação: 1 de novembro de 2022
Fotos: Assessoria de Comunicação - CRN-2


novembro-azul-prevencao-contra-o-cancer-de-prostata

Nutricionista Patricia da Fonseca Flores, CRN-2 9.673

     A campanha Novembro Azul tem como objetivo sensibilizar e conscientizar a população masculina em relação aos cuidados com a saúde e a importância da realização dos exames de prevenção contra o câncer de próstata. 

     Um levantamento realizado pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA) estimou que, entre os anos de 2020 e 2022, ocorrerão 625 mil casos novos de câncer no Brasil. Destes, mais de 65,8 mil novos casos de câncer de próstata podem ser diagnosticados por ano. O número corresponde a 29,2% dos tumores que acometem a população do sexo masculino, ou seja, é o tipo de câncer mais frequente entre os homens, depois do câncer de pele. O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais frequente nesse público em todo o mundo e 75% dos casos ocorrem em homens acima de 65 anos.

     Os principais fatores de risco conhecidos para o desenvolvimento do câncer de próstata são:

  • Idade – fator mais bem estabelecido, pois o risco aumenta com o avançar da idade, atingindo principalmente homens na sexta década de vida. 
  • Hereditariedade – homens que possuem familiares de primeiro grau, pai e irmão, que tiveram câncer de próstata antes dos 60 anos possuem maior risco.
  • Obesidade – o efeito da gordura corporal (avaliada por índice de massa corporal, circunferência da cintura e relação cintura-quadril) sobre o aumento do risco tem sido observado apenas para cânceres de próstata avançados, de alto grau e fatais, indicando uma associação com pior prognóstico. Recente publicação de uma revisão sistemática mostrou que a gordura abdominal está associada ao aumento do risco de câncer de próstata, além da associação da massa gorda e o aumento do risco de câncer de próstata em doença avançada.

O papel do nutricionista para o apoio e controle da patologia, em especial ao câncer de próstata

     Estima-se que entre 30 e 50% de casos de câncer são preveníveis adotando estilos de vida saudáveis. Evitar qualquer forma de tabaco, ter uma dieta e uma nutrição adequadas e praticar atividade física têm potencial, ao longo do tempo, de reduzir grande parte da carga global de câncer. 

     Durante o Novembro Azul, reforça-se o alerta à população quanto às recomendações de prevenção ao câncer e à recidiva. O relatório da World Cancer Research Fund e American Institute for Cancer Research (WCRF/AICR) tem como objetivo priorizar a prevenção do câncer e reduzir o número de mortes por cânceres evitáveis e apresenta dez recomendações de prevenção do câncer. Entre estas, destacam-se as indicadas abaixo.

     A evidência de que um maior teor de gordura corporal é causa de muitos tipos de câncer é particularmente forte; portanto, a seguinte recomendação é apresentada:

1 - Ter um peso saudável.

As duas recomendações a seguir promovem mudanças positivas que podem ser feitas para reduzir tanto o risco de câncer quanto o risco de ganho de peso, sobrepeso e obesidade (que estão associados a um risco aumentado de câncer):

2 - Ser fisicamente ativo.

3 - Consumir uma dieta rica em cereais integrais, vegetais, frutas e leguminosas.

As próximas quatro recomendações concentram-se no que cada indivíduo deve fazer para reduzir o risco de câncer ou de ganho de peso, sobrepeso e obesidade, e são listadas por ordem de alimentos e bebidas:

4 - Limitar o consumo de fast food e outros alimentos processados e ultraprocessados ricos em gordura, amidos ou açúcares.

5 - Limitar o consumo de carne vermelha e de carne processada.

6 - Limitar o consumo de bebidas açucaradas.

7 - Limitar o consumo de bebidas alcoólicas. 

O próximo alerta diz respeito a suplementos:

8 - Não usar suplementos para prevenção do câncer. 

Por fim:

9 - Após um diagnóstico de câncer: seguir essas recomendações acima, se puder.

     Há fortes evidências de que a dieta adequada, a nutrição e a atividade física podem influenciar o risco de câncer e sua progressão, bem como seu papel no cuidado e no manejo dos sobreviventes de câncer. Cabe aos profissionais da saúde a divulgação das recomendações de prevenção ao câncer e à recidiva. Ao nutricionista compete o aconselhamento e a educação nutricional, e a participação e apoio às campanhas de prevenção, como estratégias para a redução do risco e mortalidade por câncer na população. 

     O Novembro Azul é um mês de alerta e conscientização à prevenção da doença, devendo esta ser desenvolvida  diariamente na nossa prática profissional.

________________________________________________________________________________________________________________

Referências bibliográficas

Estimativa 2020 : incidência de câncer no Brasil / Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. – Rio de Janeiro : INCA, 2019.

Detecção precoce do câncer / Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. – Rio de Janeiro : INCA, 2021.

Purcell SA, Oliveira CLP, Mackenzie M, Robson P, Lewis JD, Prado CM. Body Composition and Prostate Cancer Risk: A Systematic Review of Observational Studies. Adv Nutr. 2022 Aug 1;13(4):1118-1130. 

World Cancer Research Fund (WCRF) /American Institute For Cancer Research (AICR) – WCRF/AICR. Diet, Nutrition, Physical Activity and Cancer: a Global Perspective. Continuous Update Project Expert Report 2018. Disponível em: dietandcancerreport.org. Acesso em: 24 out. 2022.

Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes Da Silva. Dieta, nutrição, atividade física e câncer: uma perspectiva global : um resumo do terceiro relatório de especialistas com uma perspectiva brasileira / Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. – Rio de Janeiro : INCA, 2020.

World Health Organization. Cancer Prevention. [Internet]. Geneva: World Health Organization; c2017 [cited 2017June 15]. Available from: http://www.who.int/cancer/prevention/en/.

Romaguera, D., Gracia‐Lavedan, E., Molinuevo, A.,et al. Adherence to nutrition‐based cancer prevention guidelines and breast, prostate and colorectal cancer risk in the MCC‐S pain case–control study. International Journal of Cancer, 2017, 141(1), 83-93.

Guia alimentar para a população brasileira / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – 2. Ed., 1. Reimpr. – Brasília : Ministério da Saúde, 2014.